Retrospectiva NAC 2017: No Módulo II, início promissor e final decepcionante. Para 2018, mistério e esperança

Silverio Amora 31/12/2017 0
Retrospectiva NAC

O ano de 2017 não poderia ter começado de melhor forma para o Nacional. Comandado pelo técnico Gilmar Estevam, a equipe passou invicta pelos amistosos da pré-temporada, o que fez crescer ainda mais a expectativa do torcedor.

E quando o Módulo II teve início, a esperança no acesso só aumentou com a estreia vitoriosa fora de casa sobre o Guarani por 2 x 0.

Mas aí as coisas começaram a desandar: o ataque já não funcionava mais, o sistema defensivo cometia erros incomuns até aquele momento…. Foram cinco jogos seguidos sem vitórias, com direito a três derrotas seguidas. Os resultados culminaram na demissão de Gilmar Estevam.

Restando apenas dois jogos para o fim da primeira fase e em situação complicada, a solução encontrada foi caseira: o auxiliar André Alexandre assumiu o comando técnico.

E o dia 22 de março foi especial: o Nacional recebia o Social no estádio Soares de Azevedo e qualquer resultado que não fosse a vitória praticamente eliminaria as chances de classificação para a fase seguinte… Jogo truncado, nervoso e o 0 x 0 persistia no placar. Até que aos 45 minutos do segundo tempo, a bola ficou viva dentro da área e o atacante Éverton empurrou para dentro (confira o vídeo). 1 x 0, invasão de todos os reservas para comemorar no campo, torcida em êxtase e NAC vivo na competição. A classificação seria confirmada com a vitória sobre o Guarani na rodada seguinte.

DSC04192

Para o Hexagonal, a diretoria resolveu apostar em um treinador mais experiente e Gérson Evaristo foi contratado. Mas a campanha não foi boa, a começar pelas duas derrotas nas duas primeiras rodadas, contra CAP Uberlândia e Betinense.

O time teve até espasmos de bom futebol, mas não conseguiu engatar uma sequência de bons resultados. No Hexagonal, foram quatro vitórias, um empate e cinco derrotas, terminando na 4ª colocação.

A vitória mais marcante foi sobre o Uberaba, fora de casa, quando o NAC estava bastante desfalcado, sofreu pressão durante toda a partida, mas conseguiu vencer por 2 x 0, com direito a gol do goleiro Paulo Vitor.

Mas o fim da competição esteve longe de ser a imaginada por todos os nacionalino. E não só por conta de não conseguir o acesso…. Já sem chances e sofrendo com uma crise de relacionamento entre diretoria e atletas, o NAC encerrou sua participação indo a Patrocínio enfrentar o CAP Patrocinense com apenas 9 jogadores. O jogo durou exatos 22 minutos, quando o adversário abriu 4 x 0. Alguns atletas nacionalinos alegaram lesão e, com número insuficiente de jogadores, a partida foi encerrada. Um fim de campeonato absolutamente melancólico, que, inclusive, rendeu punição financeira ao Nacional.

Base luta, mas não consegue permanecer na elite

Elenco NAC

Foi o primeiro ano que as categorias Sub-15 e Sub-17 disputaram a primeira divisão do Campeonato Mineiro. Apesar de todos os esforços, os resultados não foram bons e as equipes acabaram rebaixadas.

Na Taça BH, o NAC conseguiu sua primeira vitória na competição contra o Uberlândia, mas sucumbiu diante da força de Vasco e Corinthians. Um campeonato digno, que serviu ainda para revelar jogadores.

Soares de Azevedo

O estádio do Nacional teve mais um ano de consolidação como um dos principais do estado. Além de, naturalmente, receber os jogos do NAC por aqui também foram disputadas três partidas do Módulo I, com direito à presença do Atlético, que venceu o Tombense por 3 x 0. O Soares de Azevedo também foi palco de dois jogos da 2ª divisão do Mineiro.

Soares de Azevedo 2017

Futsal

NAC Futsal

2017 também foi um ano de novidades. Em parceria com o projeto Muriaé Futsal, foi criado o NAC Futsal, visando a disputa do Campeonato Mineiro da modalidade. E os resultados foram mais que satisfatórios: em sua primeira participação, o NAC Futsal terminou em terceiro lugar, atrás apenas das potências Minas Tênis Clube e Praia Clube.

A boa campanha rendeu a classificação para a Copa Sudeste em 2018.

Perspectivas 2018

DSC04492

Para o próximo ano, as esperanças do acesso foram renovadas. Ainda no mês de agosto, o NAC anunciou a contratação do técnico Márcio Pereira, responsável pelo acesso do time para o Módulo II em 2014.

Apesar da comissão técnica já ser conhecida, a diretoria mudou a estratégia em relação a divulgação de contratações: se antes, anunciava os reforços com bastante antecedência, dessa vez nenhum nome foi divulgado oficialmente.

O mistério será desfeito no dia 2 de janeiro, em um evento organizado pelo Nacional que vai servir para apresentação do elenco e também para celebrar os 90 anos do clube.

A virada de ano serve para renovar as esperanças de que as coisas serão melhores no ano seguinte. São os votos também da cada vez mais ansiosa torcida nacionalina, que desde 1980 não vê o time na elite do futebol mineiro. A estreia no Módulo II já está marcada: será no dia 19 de fevereiro, contra o Democrata de Sete Lagoas, no Soares de Azevedo.



Envie um comentário »